Category Archives: Sobremesas

Bolo finto Alentejano

Bolo finto Alentejano

Em Portugal fazem-se muitos doces e folares, no meio destas iguarias encontramos o bolo finto Alentejano, uma espécie de pão doce pequeno, fofo e super aromático por causa da massa finta que para além de ser o ingrediente principal também dá o nome a esta receita.

Mas afinal o que é a massa finta?

Na sua essência é massa de pão levedada, que já dobrou de volume e está pronta a dar forma.

(receita para 2 bolos fintos alentejanos com cerca de 350g cada)

Ingredientes para esta receita:

Massa finta:

– 125g de farinha de trigo T65;
– 14g de fermento de padeiro desidratado;
– 100ml de leite gordo à temperatura ambiente.

Bolo:

– 250g de farinha de trigo T65;
– 75g de açúcar amarelo;
– 1 colher (sopa) de canela em pó;
– 1 colher (café) de erva-doce em pó (opcional);
– 1 colher (chá) de sal;
– 65g de matéria gorda (banha, manteiga, uma mistura das duas ou margarina) à temperatura ambiente;
– 1 colher (sopa) de mel;
– 1 ovo, ligeiramente batido;
– ½ cálice de aguardente (opcional);
– 1 gema de ovo para pincelar;
– Açúcar branco para polvilhar (opcional).

Bolo finto Alentejano

Bolo finto Alentejano

Continuar a ler…
Waffles americanos

Waffles americanos

Existem três tipos de waffle, o americano, o belga e o rei de todos os waffles, o de Liége.

A principal diferença é que o americano leva fermento químico (daquele que se usa nos bolos) e o belga utiliza fermento de padeiro (aquele do pão), ambos podem ser redondos ou rectangulares dependendo da máquina.

Apesar de serem Belgas os waffles de Liège são um bicho completamente à parte pois têm o rebordo irregular, são crocantes por fora, macios por dentro e apresentam pequenas pérolas de caramelo espalhadas pela massa, uma coisa simplesmente deliciosa e muito difícil de reproduzir em casa, a Liége o que é de Liége!

Por isso hoje ficamos pelos americanos que são uma espécie de panqueca fofa, com favos e enriquecidos com manteiga.

Simples, fácil e excelente para estrear a máquina de waffles que compraste na última promoção do supermercado =)

(receita para 6 waffles americanos)

 Ingredientes para esta receita:

– 2 ovos;
– 60g de açúcar branco;
– 7g de açúcar baunilhado;
– 70g de manteiga, derretida;
– 200ml de leite gordo;
– 200g de farinha de trigo com fermento;
– Manteiga derretida q.b., para pincelar.

Waffles americanos

Waffles americanos

Continuar a ler…
Sericaia ou cericá (doce típico de Elvas)

Sericaia ou cericá (doce típico de Elvas)

Sericaia do convento de Elvas

Quando se fala em doces conventuais por algum motivo penso logo em algo difícil e hipercalórico como é o caso do toucinho-do-céu, do pão de rala ou dos fios de ovos mas isso nem sempre se verifica.

Sim! A doçaria conventual é rica pois é composta por grandes quantidades de açúcar e gema de ovo, matérias-primas que abundavam nos conventos, no entanto o processo de fabrico nem sempre é complexo como é o caso do doce de ovos, dos pudins ou da sericaia que normalmente se faz acompanhar pelas Ameixas de Elvas em calda. Eu sempre achei que as freiras deveriam de ser formiguinhas para acumular tanto açúcar, no entanto o trabalho que fizeram com esta sobremesa típica do Alto Alentejo é realmente do outro mundo pois faz lembrar uma nuvem bem fofinha e deliciosa.

(receita de sericaia ou cericá para um prato de 24cm de diâmetro)

Ingredientes para esta receita:

– 8 ovos;
– 260g de açúcar branco;
– 650ml de leite gordo;
– 90g de farinha de trigo;
– 1 casca de limão;
– 1 pau de canela;
– 1 pitada de sal;
– Canela em pó q.b.

Sericaia ou cericá (doce típico de Elvas)
Sericaia ou cericá (doce típico de Elvas)
Continuar a ler…
Farinha torrada de Sesimbra

Farinha torrada de Sesimbra

A farinha torrada de Sesimbra começou por ser utilizada pelos pescadores da vila como alimento durante os longos dias de faina pois para além de energético este bolo aguenta bastante tempo. Eventualmente a iguaria foi descoberta por volta dos anos 70, começou a ser comercializada nas pastelarias locais e mais tarde passou a ter presença assídua nas feiras de produtos regionais. Hoje em dia este bolinho simples, de preparação fácil é um produto gourmet e o expoente máximo da doçaria nesta vila piscatória de Portugal.

(receita para 8 porções de farinha torrada de Sesimbra)

Ingredientes para esta receita:

– 230g de farinha de trigo sem fermento;
– 230g de açúcar amarelo;
– 1 colher (sobremesa) de canela em pó;
– Raspa de 1 limão (pequeno);
– 70g de chocolate de culinária, cortado em pedaços;
– 1 colher (café) de sal;
– 2 ovos, ligeiramente batidos.

Farinha torrada de Sesimbra
Continuar a ler…
Bolo de pêssego invertido

Bolo de pêssego (invertido)

O outono chegou em força mas ainda resta alguma fruta do verão, como os pêssegos que me deram esta semana. Eu até pensei em fazer doce mas depois de verificar a despensa vi que ainda há 4 frascos do ano passado logo o melhor é fazer algo completamente diferente, e a votação interna elegeu o bolo de pêssego invertido onde o resultado não podia ter sido melhor, por isso tenho que partilhar esta experiência com vocês.

Adoro este tipo de sobremesa que parece tarte mas como tem aquela camadinha de bolo até que satisfaz mais, perfeito para acompanhar o belo do chazinho a meio da tarde ou para saciar aquela vontade de comer algo doce e reconfortante.

(receita de bolo de pêssego invertido para uma forma de 20 cm)

Ingredientes para esta receita:

Cobertura:
– 500g de pêssegos com polpa firme;
– 50g de manteiga;
– 200g de açúcar.

Bolo:
– 180g de manteiga amolecida;
– 150g de açúcar;
– 2 ovos;
– 200g de farinha com fermento;
– 2 colheres (chá) de extracto de baunilha.

Bolo de pêssego invertido
Bolo de pêssego (invertido)
Continuar a ler…