Meia desfeita de bacalhau

Meia desfeita de bacalhau (salada de grão-de-bico com bacalhau)

A meia desfeita de bacalhau é típica de Lisboa onde foi criada pelo Sr. João do Grão, o sucesso foi tão grande que passou a fazer parte do menu de grande parte dos restaurantes da cidade. O nome original é Desfeita de Bacalhau mas habitualmente só se servia meia dose e acabou por ficar conhecida por meia desfeita, porque meia dose de desfeita de bacalhau = meia desfeita. No fundo é o reaproveitamento do bacalhau com grão-de-bico mas no formato de salada/petisco, costumava ser tratada como comida de pobre mas hoje em dia a meia desfeita de bacalhau é gourmet e bastante apreciada.

(receita de meia desfeita de bacalhau para 2 pessoas)

Ingredientes para esta receita:

– 1 posta de bacalhau, demolhado;
– 300g de grão-de-bico, cozido;
– 1 cebola, picada;
– 1 dente de alho, picado;
– 1 raminho de salsa, picada;
– Sal;
– Pimenta branca;
– Azeite;
– Vinagre de vinho branco;
– 1 ovo cozido, cortado em quartos( opcional);
– Colorau em pó (Pimentão-doce).

Meia desfeita de bacalhau
Meia desfeita de bacalhau

Como preparar:

Coloca o bacalhau num tacho, cobre com água a ferver, tapa e deixa repousar cerca de 20 minutos.

Escorre, retira a pele e as espinhas, desfaz em lascas e reserva.

Mistura o grão com a cebola, o alho e a salsa. Tempera com sal, pimenta, um bom fio de azeite, vinagre e mexe para envolver os temperos.

Adiciona as lascas de bacalhau, envolve delicadamente, coloca a mistura numa travessa, enfeita com ovo cozido, rega com azeite e polvilha com colorau.

Meia desfeita de bacalhau
Meia desfeita de bacalhau

Esta salada pode servir-se fria ou aquecida no forno.

Nota: Existe a versão “quente” onde se coloca o grão cozido numa assadeira de barro, as lascas de bacalhau cru, a cebola refogada com bastante azeite e vai ao forno até cozer o bacalhau. Nesta versão não há ovo nem salsa e é servida quente.

Acompanha as aventuras diárias da Xana nas redes sociais =) Facebook, Instagram ou Youtube

Assadeira de barro gentilmente cedida por Feira da Louça. Para mais informações vai a: https://www.feiradalouca.com/pt/

Porque nunca é tarde para aprender, basta querer!

Outras sugestões:

Iscas com elas (fígado de porco de cebolada);
Peixinhos da horta;
Pataniscas de bacalhau.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *