Migas de espargos selvagens

Migas de espargos selvagens

Abriu a temporada dos espargos selvagens! Esta planta magnifica que dá rebentos deliciosos pelo menos duas vezes por ano, na primavera e no inverno.
Com a humidade que se faz sentir a produção deste ano está a render bem.
Normalmente faço espargos com ovos mexidos mas desta vez experimentei algo diferente e a receita está aprovadíssima:

(migas de espargos selvagens para 2 pessoas)

Ingredientes para esta receita:

– 1 molho de espargos selvagens (aproximadamente 200gr)
– 200gr de pão, cortado em cubos;
– Caldo de vegetais q.b.;
– 2 colheres (sopa) de banha ou pingo (*);
– 1 cebola picadinha;
– 3 dentes de alho, esmagados;
– Sal;
– Pimenta.

(*) Pingo é o nome que se dá à gordura que fica na frigideira após fritar carne.

Migas de espargos selvagensMigas de espargos selvagens

Como fazer:

Junta os espargos pela cabeça, corta com mais ou menos 1 cm, reserva as cabeças e pica os talos.

Cobre o pão com caldo de legumes e deixa ensopar.

Numa frigideira aquece a banha, adiciona as cabeças de espargo, deixa saltear, retira para um prato e reserva.

À frigideira adiciona a cebola, o alho e deixa refogar. Quando a cebola estiver transparente acrescenta os talos picados, envolve e deixa cozinhar.

Escorre o excesso de caldo do pão, desfaz o máximo possível, adiciona ao refogado, mexe e deixa cozinhar, sem parar de mexer, até obter uma espécie de papa que se despega da frigideira gradualmente.

Coloca as migas de espargos selvagens num prato, decora com as cabeças de espargo e serve ainda quente.

Podes servir como entrada ou prato principal mas normalmente acompanham carne frita ou peixe grelhado.

Migas de espargos selvagens Migas de espargos selvagens

Migas de espargos selvagens

Dica: Para tornar as migas de espargos selvagens mais ricas e deliciosas substitui o caldo de legumes por caldo de carne.

Nota: Como os espargos de compra são mais fibrosos devem de ser cozinhados previamente e para além disso podes aproveitar a água da cozedura para demolhar o pão e maximizar os nutrientes que ficam retidos na água.

Outras suguestões:

– Ovos mexidos com alheira e espargos selvagens;
– Salmão no papelote;
– Migas com entrecosto (Alentejo)

Temos um fórum ao teu dispor para esclarecer dúvidas ou partilhar ideias. Visita também a nossa página no facebook.

Porque nunca é tarde para aprender, basta querer! 

 

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *