Cozido à portuguesa

Cozido à portuguesa

Reza a tradição e diz a sabedoria popular que domingo gordo é dia de cozido à portuguesa. Claro está que por aqui não houve excepção, no Domingo comeu-se cozido pois então!

Pelo entrudo come-se tudo!

A tradição de domingo gordo tem por base o cristianismo. Todos os domingos desde o dia de réis são considerados gordos (fartos de comida), uma espécie de preparação para a quaresma, altura de jejum e abstinência.

Em certas zonas do país não se dá importância a esta tradição. Por exemplo a sul festeja-se o Carnaval com doces, como filhós de cenoura, coscurões, malassadas (filhós tradicionais da Madeira) e o habitual arroz doce e leite-creme.

Mas a norte a tradição mantém-se e domingo gordo tem que ter cozido (Minho) ou feijoada (Trás-os-Montes), sempre acompanhados de arroz de farinheira claro está.

Esta é a minha receita de cozido, espero que gostem.

(cozido à portuguesa para 10 pessoas)

Ingredientes para esta receita:

– 1 orelha de porco;
– 1 orelha de porco, fumada;
– 1 chispe de porco;
– 1/2 galinha;
– 300gr de carne de vaca, para cozer;
– 300gr de entrecosto com entremeada;
– 1 chouriço tipo alentejano;
– 1 chouriço de sangue, saloio;
– 100gr de toucinho gordo de porco preto;
– 100gr de toucinho entremeado salgado;
– 100gr de toucinho fumado;
– 1 farinheira;
– 1 morcela de assar;
– 4 batatas médias;
– 2 nabos com rama;
– 3 cenouras;
– 1 couve portuguesa;
– 1 couve coração ou lombardo;
– 1 raminho de hortelã;
– 300gr de feijão cozido com caldo.

Cozido à portuguesaCozido à portuguesa

Como preparar:

Coze as carnes, lentamente com bastante água e sal. À medida que ficam cozidas, retira para uma travessa funda e corta em porções para servir.

Depois de cozidas as carnes coze os enchidos, excepto a farinheira e o chouriço de sangue.

Coze o chouriço de sangue aparte (a pele é frágil e pode rebentar), em lume brando, num tacho com água fria e um pouco de sal, até que a pele mude ligeiramente de cor. Deve permanecer na água onde cozeu até à hora de servir.

Com a farinheira faz-se o arroz:

Num tacho que possa ir ao forno, faz um refogado com um pouco de azeite, cebola, alho e louro. Assim que a cebola estiver bem transparente adiciona uma medida de arroz e envolve bem. Quando o arroz mudar de cor adiciona duas medidas de caldo da panela (onde estás a cozer os enchidos). Rectifica de tempero, coloca delicadamente a farinheira dentro do tacho e leva ao forno. O arroz está pronto assim que a água desaparecer por completo. Retira do forno, tapa o tacho e reserva até à hora de servir.

Retira os enchidos e acrescenta as batatas, as cenouras e os nabos sem a rama. Se necessário acrescenta um pouco de água ao caldo (deve ser abundante).Parte os enchidos e coloca noutra travessa.

Retira as batatas, os nabos e as cenouras. Coloca no caldo um raminho de hortelã e adiciona as hortaliças, incluindo a rama do nabo. Deixa cozinhar.

Retira as hortaliças para a mesma travessa onde colocaste as batatas.

Na panela coloca o feijão com o respectivo caldo e assim que levantar fervura retira o feijão.

Rega as carnes, as hortaliças e os enchidos com caldo da panela a ferver.

Serve o cozido à portuguesa e não te esqueças do arroz!

Cozido à portuguesa Cozido à portuguesa

Cozido à portuguesa

No nosso fórum podes publicar receitas, esclarecer dúvidas e trocar ideias com todos os membros. Junta-te a nós e visita também a página do Facebook =)

Porque nunca é tarde para aprender, basta querer!

4 pensamentos em “Cozido à portuguesa

  1. Não me lembro de, na minha família, se fazer o arroz de cozido.
    Mas tenho a panela ao lume, a acabar de cozer as hortaliças…e até dá pena desperdiçar aquele delicioso caldinho, que sempre se comeu como sopa de cozido.
    A água de cozer as farinheiras parece-me muito enjoativa, mesmo que não faça refogado para o arroz e o coza só no caldo, ficará bom?
    Se calhar hoje experimento!

  2. Boa Noite! Por favor, gostava que me desse uma informação. A farinheira, vai a cozer em água fria, ou quando está a ferver? Obrigada pela informação. Desculpe

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *