Leguminosas verdes

Os legumes – Leguminosas verdes

Hoje falamos de Leguminosas Verdes

Deste grupo fazem parte:

– A ervilha em grão ou em vagem (também conhecida por ervilha de quebrar ou torta);

– A fava;

– O feijão-verde.

Todos os legumes desta família são compostos por vagens de cor verde, em alguns casos comestível (Feijão-verde e ervilhas de quebrar), noutros nem por isso (ervilhas e favas).

As leguminosas verdes possuem alto teor de potássio e zinco, e baixo teor calórico devido à sua composição, de quase 90% de água.

Todas são ricas em vitamina B1 e podemos destacar a ervilha de quebrar pelo seu elevado teor de cálcio.

Vamos falar, individualmente, da sua preparação e utilização culinária.

Ervilha (em grão)

As congeladas são uma excelente opção, por serem congeladas imediatamente após a colheita conservam todos os nutrientes.

Mas as ervilhas frescas são ainda melhores!

Depois de retirada da vagem podem ser utilizadas em diversas aplicações culinárias (opta pelas mais pequenas e tenras).

– Separa as mais tenras e utiliza para confeccionar pratos como: jardineira, ovos com ervilhas ou até mesmo para congelar;

– As mais rijas utiliza para fazer por exemplo creme de ervilhas com hortelã. Não são adequadas para congelar, pois tornam-se amargas e desagradáveis ao paladar.

Ervilha de quebrar (torta)

Leguminosas verdes

Já referi anteriormente que são uma óptima fonte de cálcio.

São consumidas com a vagem. Devem de ser bem lavadas em água com um pouco de vinagre.

Depois retira-se as pontas e o fio.

Leguminosas verdes Leguminosas verdes

Podem ser utilizadas em guisados, cozidas ao vapor (temperadas com azeite e vinagre são um óptimo acompanhamento) ou na confecção de pratos de peixe como salmão no pacote ou dourada em amofada de prata.

Leguminosas verdes

Esta ervilha infelizmente não é muito popular, mas quem prova fica fã.

 Fava

Leguminosas verdes

Após ser descascada retira-se a “unha” e por vezes a pele, embora torne os pratos menos ricos (a nível de nutrientes) facilita bastante a digestão desta leguminosa.

Leguminosas verdes Leguminosas verdes

Descascar favas tem muito que se lhe diga!

Partilho com vocês diversas formas de as descascar. Se conhecerem alguma diferente partilhem! Todo conhecimento é bem-vindo =).

Tradicional

Leguminosas verdes Leguminosas verdes

Moderna – Na minha casa sempre gostámos de simplificar as coisas, para quê complicar!

Leguminosas verdes Leguminosas verdes
Leguminosas verdes Leguminosas verdes

Alentejana – Esta foi uma vizinha de Serpa que me ensinou, diz que assim as favas absorvem mais o molho, e não é que tinha razão! As alentejanas, sabem-na toda, maganas…

Leguminosas verdes Leguminosas verdes
Leguminosas verdes Leguminosas verdes

Nota: Se vais descascar as favas para fazer creme de favas este é sem dúvida o melhor metodo.

Seja como for, que as descasquem, as favas são excelentes cozidas, temperadas com azeite e alho, acompanhadas de bacalhau cozido, guisadas com entrecosto ou em creme de favas que é uma delícia.

Mais tarde quando secas, são chamadas de fava rica com as quais se faz uma sopa de comer e chorar por mais… Favas =)

Feijão-verde

Leguminosas verdes

Tal como as ervilhas de quebrar deve ser bem lavado, cortadas as pontas e retirado o fio (sempre do lado da vagem).

Leguminosas verdes Leguminosas verdes

Existem vários tipos de feijão-verde:

Douradinho – O melhor de todos, mais tarde dá origem ao feijão seco manteiga;

Leguminosas verdes

Largo – Feijão cultivado apenas para produzir vagem, normalmente não dá semente e quando dá é branca. Este feijão é cultivado em estufa;

Redondo – Sabiam que esta vagem é o feijão-frade antes de amadurecer;

Feijão gordo ou de debulhar – Uma vagem quase amarela, com pequenas riscas cor-de-rosa, praticamente madura, por isso não deve ser incluída neste grupo (das leguminosas verdes) mas que dá origem ao feijão seco catarino.

Leguminosas verdes

O corte da vagem depende do gosto de cada um, por norma para sopa é cortado em losangos finos, para cozer ou guisar as vagens são abertas ao meio, no sentido do comprimento, e depois cortadas em tiras mais ou menos longas.

Seja qual for o corte, feijão- verde é sempre uma óptima escolha! Já quase me esquecia da invenção maravilhosa, apreciada pelos portugueses da zona de Lisboa, e completamente esquecida por alguns, os famosos peixinhos da horta =)

Espero que estas dicas sobre leguminosas verdes, vos ajudem e…

Boas colheitas!

Deixem o vosso feedback no fórum e se tiverem outras curiosidades, partilhem!

Porque nunca é tarde para aprender basta querer!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *