Rabanadas

Rabanadas (Fatias douradas ou paridas)

Há quem conheça esta receita por Rabanadas, Fatias paridas ou fatias douradas. Mas será que existe alguma distinção entre estes nomes?

No norte chamam-se fatias paridas porque era o que se dava às mulheres após um parto difícil, para dar forças.

Há até mesmo pessoas mais antigas que dizem que estas fatias faziam as mulheres ter mais leite para a crianca.

Eram fatias de pão duro, molhadas em vinho quente açucarado, passadas por ovo, fritas em azeite bem quente e no fim polvilhadas com açúcar.

É claro que nos nossos tempos isto é praticamente impensável de se fazer mas foi assim que surgiu o nome de fatias paridas.

Para mim que nasci em Lisboa são rabanadas, molhadas em leite previamente fervido com canela e limão.

O seu nome deriva dos mouros que durante o ramadão tinham muito pão duro, encontraram uma forma de o aproveitar e ao mesmo tempo manter as forças durante o seu longo jejum. Rabanadas porque eram comidas durante o ramadão.

Para as pessoas a sul são fatias douradas porque é isso que elas parecem, pequenas fatias caiadas de um dourado inconfundível.

A transformação de algo que sobrava (pão duro), que poucos queriam, em algo maravilhoso e dourado com um sabor e aroma inconfundível.

Uma verdadeira magia, um pouco como a maioria da cozinha alentejana.

Enfim seja qual for a vossa área geográfica, estou certa de que todos apreciam esta receita que nos brinda por esta altura. Aqui fica a minha receita:

Ingredientes para esta receita:

– 1 cacete duro;
– 3 ovos;
– Aproximadamente 1 litro de leite;
– 1 pau de canela;
– 1 casca de limão;
– 1 flor de anis estrelado
– 2 colheres de sopa de mel;
– Açúcar e canela q.b..

RabanadasRabanadas

Como preparar:

Corta o cacete em fatias com aproximadamente 1 centímetro.

Leva o leite a ferver com o pau de canela, a casca do limão e a estrela de anis.

Quando estiver quente adiciona o mel e assim que levantar fervura retira do lume e abafa para que ganhe o aroma das especiarias .

Quando estiver morno, passa por um passador de rede fina e  retira para uma tigela.

Noutra tigela coloca os ovos batidos.

Numa sertã aquece um pouco de óleo e quando estiver quente, mergulha as fatias de pão, uma a uma, no leite, de seguida no ovo e finalmente no óleo quente.

Deixa aloirar antes de as virares (só fritam uma vez de cada lado).

Entretanto polvilha um prato com açúcar e canela, à medida que as fatias ficam prontas colocam-se no prato, alternando em camadas com açúcar e canela.

Procede desta forma até acabares o pão. Serve de imediato.

Cá em casa adoramos canela mas nas rabanadas gostamos mais só com açúcar, manias…

Rabanadas Rabanadas
Rabanadas Rabanadas

Rabanadas

Outras sugestões:

Bolinhos de abóbora da Mila;
Bolachas suíças (Mailänderli);
Bolo de Bolacha com Natas.

No nosso fórum podes publicar receitas, esclarecer dúvidas e trocar ideias com todos os membros. Junta-te a nós e visita também a página do Facebook

Porque nunca é tarde para aprender, basta querer!

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *